PÁGINA INICIALSOBRE MIMO QUE É?DIÁRIONOTÍCIAS GEEK NA MODAHISTÓRIAS

3 de maio de 2016

Resenha: A Guardiã da Meia Noite - Sarah Jane Stratford

3 de maio de 2016 ///


"Mesclando realidade histórica e ficção, Sarah Jane Stratford narra, em seu primeiro romance, uma aventura que se passa durante a Segunda Guerra Mundial e tem como protagonista a bela vampira Brigit. O Terceiro Reich declara guerra à Europa querendo livrar o continente de todas as linhagens que considera impura. Os vampiros serão mais um de seus alvos. Com o objetivo de combater esta ação nazista, Brigit e mais quatro de seus companheiros são enviados a Berlim pelo tribunal londrino de vampiros. A milenar Brigit, longe de seu amado Eamon, enfrentará o desafio mais difícil de sua vida: uma fuga ousada do continente guardando uma preciosa carga que é a única esperança de triunfo em sua missão."






Livro Único || 330 páginas || Planeta || 2010

Oie :) Sabe aquele livro diferentão que chama sua atenção no momento em que você entra na livraria? Foi o caso com esse... Entrei na Nobel e ele brilhou para mim, nem cinco minutos depois estava no caixa comprando-o.
Não é uma leitura leve, tranquila ou favorável, pois a historia de passa durante a segunda guerra mundial e tem como enredo a "briga" dos vampiros pela sobrevivência, já que os nazistas queriam dizimar toda e qualquer raça impura.

Nossa personagem principal da vez é uma vampira, a Brigit, que é um dos cinco vampiros milenares escolhidos para ir até Berlim destruir os planos de Hitler. Porém as coisas não vão as mil maravilhas e o grupo acaba se separando, fazendo com que Brigit precisa lidar com algumas coisas sozinha e, mesmo que as vezes as coisas parecem estar impossíveis de serem resolvidas, ela se vira e dá um jeito.
O romance entre Brigit e Eamon não é aquela melação toda, o que favorece muito não só ao casal, mas ao leitor, pois não enjoa e não infantil/improvável. Mesmo que seja um romance discreto, ele traz uma leveza necessária para o livro, o que é providencial em algumas partes tensas da história. Muitas coisas não seriam possíveis sem a interação entre o par, já que Eamon consegue ajudar Brigit a controlar suas atitudes explosivas e não estragar todo o plano de uma vez.

A autora soube muito bem como abordar um tema que estava em alta de forma diferente e, mesmo que esse tipo de história de vampiros seja antiga, o modo como a história é contada não é retrograda. Porém, nem tudo são flores, então a escrita do livro é bem complexa e detalhada, ele demanda uma atenção intensa e muita dedicação. Não foi um livro fácil de ler e demorei muito para terminá-lo, porém no final gostei da história.

Por falar em final, neste caso, o livro acaba de forma um tanto ampla, ou seja, existe uma continuação do livro, mas ela não foi traduzida ainda (acho que nem será). Mesmo com tudo isso de contra, o livro é bem diferente de tudo o que já li e, como gosto muito de filmes, livros, etc que envolvam as grandes guerras, o final me agradou muito (mesmo sem um desfecho propriamente dito). Para quem procura uma leitura diferente e que tenha muita tensão, esse livro é ideal, agora, para quem gosta de uma coisa mais tranquila, não recomendo a leitura.

Leiam o livro (ou não) e me contem o que acharam.
Beijos e até semana que vem ;*

3 comentários:

  1. Adorei a dica! Gosto muito de livros sobre a guerra e também sobre vampiros,com certeza vai pra lista :)
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você gosta do gênero Aline, super indico o livro :)

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir

E aí? Tudo bem? Deixa aqui a sua opinião sobre o post/blog pra eu sempre trazer coisas legais pra vocês! Me deixa felizinha. Beijos e obrigada pela visita!
Ah, meninos(as) malvadas serão ignorados.


COPYRIGHT © 2016 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
DESIGN E DESENVOLVIMENTO POR Escolhas Criativas